Adega

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cora Belikov Vodianovisk
Puta

Postado em Sex Jul 29, 2016 2:19 am






DESCRIÇÃO DEPOIS DA AULA DE URROS COM A TAYLA
ADEGA
WOLSTEN BEACH AREA / GREEDY PLAZA
♔ nickdiazfan
avatar
Mensagens : 21

Data de inscrição : 23/07/2016

Puta
Cora Belikov Vodianovisk
Puta

Postado em Sex Jul 29, 2016 7:10 pm




'Many families have secrets. Most families, really. And sometimes those secrets are actual people
All Rights Reserved for Flawless
A adega estava completamente preparada para receber todos os europeus riquinhos da cidade. Na mesa central, vários copos de shot vazios e banquinhos muito bem estofados abaixo da mesa. Cora estava na porta do local, esperando as garotas bonitas e os garotos riquinhos que havia chamado. Sua vizinha de baixo, inclusive, era uma das pessoas mais esperadas. O apartamento está aberto e a entrada está sendo monitorada por dois guardas gostosos para que nenhuma ralé entre.

Havia um aviso na entrada: "Entre já retirando alguma peça significativa de seus trajes."
avatar
Mensagens : 21

Data de inscrição : 23/07/2016

Puta
Leryna Tyrell Mormount
Hipsters

Postado em Sex Jul 29, 2016 8:15 pm


Festa da Cora. Cora dentro Cora fora.

Ouvi que a VadiaNovisk fazendo altos preparativos na sua ilustre máxima cobertura fodeliciosa e gritei pra cima para saber o que estaria a acontecer, ela me contou tudinho com antecedência e fiquei bem feliz com a história. Depois de a casa estar devidamente arrumada ela me chamou, e eu fui com meu irmão desempregado (aquele vagabundo de merda).

- Amo as minhas meias -  então decidi que tiraria elas para entrar no apartamento. Chegando ao local, depois de odiar internamente aquela menina, por morar em uma cobertura, reparei em uns banquinhos em baixo da mesa, eles possuíam um belíssimo estofamento, delicado e bem acabado, digno de revista. Parecendo aqueles banquinhos de tumblr, sabe? Passei longos minutos observando o estofamento dos banquinhos, toquei-os para sentir sua costura, sua textura fez carícias em meus dedos, sentei demoradamente para sentir, me deliciando, a espuma abaixar com meu peso, e meus pés nus sentiram a madeira de boa qualidade que emoldurava aquela obra de arte, chamada banquinho.

avatar
Mensagens : 42

Data de inscrição : 23/07/2016

Idade : 20

Hipsters
Malcolm A. Frye
Artistas

Postado em Sex Jul 29, 2016 8:26 pm

A única maneira de lidar com uma tentação é entregando-se a ela,
Se não, sua alma adoecerá, desejando aquilo que lhe foi negado
Retiro o celular do bolso e procuro a mensagem de Cora, conferindo o número do prédio em que eu me encontrava na frente. Saio do fusca vermelho ferrari e tranco a porta.
Enfio a mão no bolso da calça jeans e puxo o maço malboro. Acendo um cigarro assim que entro no prédio, e aceno para o porteiro enquanto caminho em direção ao elevador.
Olho para a placa em frente a adega de Cora e ergo o supercílio. Nada além do esperado vindo da garota. Retiro a calça jeans que uso e entro no local, a espera do início dos desafios

avatar
Mensagens : 6

Data de inscrição : 25/07/2016

Artistas
Josef Consurget Begierde
Desempregados

Postado em Sex Jul 29, 2016 8:50 pm




Eu estava fazendo uma junção comunal de nada em casa. Literalmente coçando muito meu famigerado saco e tentando aprender um pouco sobre formatação de texto vendo algumas vídeo-aulas no Youtube.

Já estava fedendo até que meu querido projeto de atriz pornô assalariada - minha irmã - me convidava para ir a uma festa. Tomo um banho rápido apenas passando um pouco de água sobre meu corpo e meus cabelos levemente encaracolados e belos, me encho de perfume barato e vou para a festa na companhia da minha amada garotinha.

Chegando lá eu tiro minhas calças e percebo que minha cueca samba-canção tinha um maravilhoso furo na região de minhas nádegas, mostrando parte de minha bunda peluda. Vida que segue. Sento-me em um banco ao lado da minha irmã (um fodendo banco, muito massa mesmo, orgulho da porra de um banco daqueles, banco top), esperando o show começar.

avatar
Mensagens : 12

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 26

Desempregados
Aiden Köhler Noxxvylle
Puta do Gunter

Postado em Sex Jul 29, 2016 9:52 pm

Wish we could turn back time, To the good old days. When our momma sang us to sleep, But now we're stressed out.
— Ted, vista o seu terno e me encontre em 30min no MacLaren’s. — O dedo se apontou para os demais rapazes, ora um, ora outro. Esses que tinham os seus traseiros repousados sobre o sofá da sala e com os olhos voltados a TV logo à frente, assistindo o futebol. — Acho que estou vendo muito How I Met Your Mother. — Concluiu ao levar a palma do lado destro à barba do queixo morena, coçando ao imaginar em voz aquilo. Revirou as vistas e deu de ombros. — Foda-se, é uma ótima série. — Um sorriso unilateral atravessou os finos do rapaz que dava uns tapinhas em seu terno cinzento a fim de desamassar, caso houvesse algum amassado. — Mas é sério, vistam os seus ternos, porque não vamos pra lá como mendigos... Se bem que seriam ótimas fantasias.

— É aqui mesmo. — Conferiu a localização do prédio numa mensagem que outrora recebera com todas as informações sobre o “jogo”. Pôs o pé direito para fora do seu carro preto, se deparando com a entrada. Encarou o porteiro com os rabos dos olhos, bem como fazia com aqueles que ele desconhecia. — E aí. — Cumprimentou com um timbre seco ao passar pelo empregado e moveu minimamente a cabeça verticalmente, ressaltando o cumprimento pouco formal. Ao se deparar com a adega, teve conhecimento que necessitava tirar alguma peça crucial do seu traje. — Hm. — Franziu o olhar, assim como o cenho, analisando o vestuário.

Instantes após pensar, optou por tirar o blazer do terno. Para combinar, desabotoou o último botão súpero da camisa esbranquiçada e afrouxou a gravata preta, dando um ar mais libertino social. Depois do fazer, do se despir, o moreno seguiu o seu rumo para perto dos demais, na verdade, indo para próximo dos seus amigos – Gunter e Caim -. — Quero uma bebida. Do que adianta um jogo desses se não tiver algo feito de álcool para molhar o bico? — Sussurrou para que ambos ouvissem, aguardando para que o espetáculo enfim começasse, porque já estava um tédio.
My name's blurryface. And I care what you think.
vitu.
avatar
Mensagens : 21

Data de inscrição : 29/07/2016

Idade : 23

Localização : Na minha, mas posso estar na sua.

Puta do Gunter
Roger Ehlers
Jornalistas

Postado em Sex Jul 29, 2016 9:56 pm


I'M MY OWN WORST ENEMY
GIVE UP
TELL ME WHAT THE FUCK IS WRONG WITH ME
Esses playboizinhos de merda vão foder com minha noite, que saco. O problema começou logo na entrada do prédio. Os seguranças não queriam me deixar passar, velho. Tive que insistir muito e, ainda assim, só me liberaram porque tinham certeza que se eu não fosse um dos convidados, os seguranças contratados para vigiar o apartamento não me deixariam entrar. É tanto seguranças que, caralho, aposto que alguém aqui tem fetiche por eles.

Ao chegar no andar, logo vejo mais dois. Parecem uns gogoboys de boate gay. Fortões pra caramba. São brochas provavelmente pensar nisso me faz ter menos inveja do corpo deles. Eles não me deixam passar. Insisto, justifico-me e tento explicar que eu era um convidado, mas nada adianta - Qual é, mano. Libera aí - eu vou acabar arrumando confusão...

avatar
Mensagens : 9

Data de inscrição : 28/07/2016

Jornalistas
Josef Consurget Begierde
Desempregados

Postado em Sex Jul 29, 2016 10:07 pm




O tédio estava me matando. Eu não parava de movimentar minha perna. O tempo não passava e eu queria ter ficado em casa e ter feito um miojo.

Bufando vou caminhando por aí procurando algum armário pra roubar alguma comidinha até que ouço algo acontecendo com os seguranças do local. Um garotinho encrenqueiro estava tentando passar pelas duas montanhas sensuais com pênis que estavam em sua frente, vou na direção onde a merda tá sendo feita e escuto o muleque gritar gírias de sua idade. Ele até que era bem bonitinho por sinal...

- Ô caralho, deixem a criança passar, eu moro aqui embaixo, ele é meu convidado - Digo para eles que diretamente olham para baixo com uma cara carrancuda estampada em suas faces e acabam hesitando e soltam o jovem rapaz. - Se tu fazer bagunça muleque, eu piso nas tuas pequenas bolas.

avatar
Mensagens : 12

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 26

Desempregados
Roger Ehlers
Jornalistas

Postado em Sex Jul 29, 2016 10:23 pm


I'M MY OWN WORST ENEMY
GIVE UP
TELL ME WHAT THE FUCK IS WRONG WITH ME


Tô prestes a socar a boca dos seguranças (e provavelmente apanhar muito por causa disso) quando um anjo de auréola, asas brancas e tudo mais surge pra me salvar.

Mentira. De anjo esse cara não tem nada. Desleixado, barba por fazer e um samba canção velho... Epa, peraí, tem um furo ali? Caralho, nunca vi tanto pelo em um rego, velho, que tenso. Ele bota moral nos seguranças, eles ficam até de cabeça baixa, disfarçadamente, mostro o médio pra eles. Cuzões.

- Ow, valeu, tio - agradeço e recebo uma ameaça - Rapaz, não tem nada de pequeno aqui - digo e dou uma piscadinha sexy pra ele. Sexy na minha cabeça pelo menos. Meu intuito nunca foi entrar pra Universidade. Sempre quis casar com um(a) coroa rico(a) do tipo pé-na-cova, saca? Mas esse cara não é tão velho assim... E nem parece rico, aliás.

Seguindo as regras da festinha, tiro a minha jaqueta. Ciente de que tem gente com metade da bunda exposta (ou nem tão exposta, muito pelo e talz), isso não deve ser suficiente, então, tiro a minha camisa branca também - E aí? - falo com o cara - Onde tem bebida?


avatar
Mensagens : 9

Data de inscrição : 28/07/2016

Jornalistas
Josef Consurget Begierde
Desempregados

Postado em Sex Jul 29, 2016 10:34 pm




Quando ele dá uma piscadinha pra mim eu não posso deixar de corar e dar um leve sorriso, mostrando um pouco de meus dentes maravilhosos. Um pirralho daquele jeito tentando me seduzir e ainda falando que seu instrumento de prazer não era pequeno. Quase me senti atraído, quase, porém todo mundo sabe que pau grande é que nem limousine, é muito bonito, todo mundo quer, mas não adianta não ter nenhum lugar para estacionar.

Ele tirava a sua camisa, o que me surpreendia. Mas não muito.

Solto um suspiro e ouço que ele estava procurando algo para beber, talvez ele fosse menor de idade, porém eu sinceramente não me importava. Acabo levando o encrenqueiro para a adega onde aconteceriam os joguinhos.

- O nome do lugar é adega, estranho seria se não tivesse bebidas - preparo um shot de tequila e direciono o copo contra ele - Não adianta ter bolas grandes e ser um fraco - o desafio.  

avatar
Mensagens : 12

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 26

Desempregados
Caim Dähl Bouwknech
Troublemakers

Postado em Sex Jul 29, 2016 10:39 pm

A voz austera se sobrepôs ao caótico e estridente rulho emitido pelo aparelho disposto sobre a bancada mais adiante, a sola de seu pé se chocou contra o estofado assim que impulsionou seu corpo saltando e sendo amparado pelo sofá novamente, seus braços se elevavam sobre a cabeça o estado de euforia o enebriava fazendo com que o mesmo urrasse,  a palma destra se chocou contra a nuca de Gunter. - Falei que iria ganhar, filho da puta. Estalou a língua no céu da boca e voltou seu olhar para o homem que se pronunciava.

Seus dedos tamborilavam no volante, elevou o polegar destro até próximo aos lábios  prendeu a unha entre os dentes, apenas  mordiscando, meneou o crânio ao consentir com as palavras alheias e enrijeceu sua postura, era capaz de ver o reflexo de Gunter no espelho retrovisor, repuxou o canto dos lábios em um sorriso  virou o corpo se retirando do veículo. Caim mantinha a mão oculta pelo blazer, seus dedos envolviam uma garrafa cujo o líquido fermentava ingredientes achados ao acaso pelos rapazes.

O moreno se deteve, sua testa franziu e o ar foi inalado pesadamente antes de despir seu blazer e o por sobre o de Peter, manteve-se um passo recuado enquanto chocava a garrafa que portava contra o peito de Gunter. Estamos bem servidos . O garoto direcionou passos sorrateiros até alcançar a silhueta de Tyrell, estar na presença da garota o animava, bloqueou a visão a mesma com a palma destra, Inclinou-se e forma que seus lábios roçavam uma mecha do cabelo ruivo da menor, aquela que cobria a orelha da mesma. - Já arrumou problemas ?
avatar
Mensagens : 28

Data de inscrição : 25/07/2016

Troublemakers
Gunter Alek. Toweë
Amante do Caim

Postado em Sex Jul 29, 2016 10:42 pm

let's drink laugh and play

u knw wt im say

Peter estava atrapalhando a minha concentração no jogo de futebol americano que rolava a minha frente, esporte esse que foi o meu ingresso para a universidade local, a qual eu concluí ano passado. — Tu tem que parar de assistir essas séries, ou eu vou te internar, cara. — O alertei com um olhar descontraído e emiti uma risada baixa. Assim que ele cruzou a porta a fora com as chaves do carro em mãos, eu dei um olhar cúmplice para o Caim e o mesmo, entendendo a mensagem, o retribuiu de mesma forma. — 1000 dólares que ele vai contornar a cidade toda de carro até perceber que era aqui. — Recebi uma resposta nada agradável do moreno que já sabia que minha vitória era certa, contendo alguns palavrões nela que me fez gargalhar e rir. Diferente do Peter que saiu mais cedo achando que era longe, ainda me restava um tempo apertado para ir tomar um banho e colocar um traje formal a pedido dele. — Tô indo nessa, cabeção. — Levantei do sofá em um pulo e caminhei até o meu quarto em passos rápidos após desferir um breve pescotapa em Caim que o pegou de surpresa.

O nó apressado que eu fiz na minha gravata começou a me incomodar assim que pus os pés fora do apartamento. Aproveitei que estava sem fazer nada no corredor, a não ser esperando o atrasado, e desafoguei um pouco o acessório ao redor do meu pescoço. Fechei a porta a minhas costas assim que ele também marcou presença no corredor e seguimos para o estacionamento do prédio. Estávamos fazendo aquilo só para tirar uma com a cara do Peter na manhã seguinte. Demos uma volta pelo quarteirão por breves minutos e retornamos ao prédio, indo direto para o elevador. Minhas costas foram de encontro ao metal frio do cubículo, nas partes laterais, já que o fundo era um enorme espelho que vez ou outra eu analisava a minha aparência, até que chegamos ao nosso destino. Dois seguranças barraram a minha entrada e a do Caim, franzi o cenho em sinal de confusão, até que eles explicaram que teríamos de tirar uma peça de roupa antes de entrar. Me desfiz do meu blazer sem cerimônias e atravessei a porta com o moreno ao meu lado, logo eu me via em um depósito de bebidas adaptado para comportar os jogos de hoje a noite. Cumprimentei os ali presente com um sorriso de canto e sentei em um banco que me fora reservado.
avatar
Mensagens : 32

Data de inscrição : 24/07/2016

Amante do Caim
Leryna Tyrell Mormount
Hipsters

Postado em Sex Jul 29, 2016 10:55 pm


Festa da Cora. Cora dentro Cora fora.

Meu querido irmão, já estava bem servido quando retornei ao banquinho maravilhoso. Ouvimos o famigerado Som da Treta vindo da porta e o babacão foi correndo ver o que rolava, era apenas um garoto bobo porém deveras gatinho que havia sido barrado pelos seguranças. Antes de eu chegar à porta Josef já estava cuidando do menino. - Viadinho, já me roubou um macho e nem são 23h. - Falei baixinho cerrando os olhos na soleira da porta que divida a adega do resto da casa.

Havia tomado um gole longo de vinho rose, que era meu favorito pelo simples motivo de ser rosa e minha mão estava a caminho do bolso para jogar um pouco Candy Crush quando senti dedos tocando meu rosto e bloqueando minha visão. Parei no mesmo segundo congelando, e me preparava para dar uma cotovelada suprema quando ouvi uma voz conhecida por cima de um jeito arrogante de falar que eu conhecia desde de antes da puberdade fazer seu milagre. Estava perto de mais para o meu gosto e repensei o caso da cotovelada. - Como você ousa falar isso de mim. Sou uma santa, você sabe. - Disse ainda com a visão quase completamente ofuscada - Estava pensando que talvez estivesse na hora de causar um pouco.

_________________

Leryna
Tyrell


Créditos@
avatar
Mensagens : 42

Data de inscrição : 23/07/2016

Idade : 20

Hipsters
Roger Ehlers
Jornalistas

Postado em Sex Jul 29, 2016 11:06 pm


I'M MY OWN WORST ENEMY
GIVE UP
TELL ME WHAT THE FUCK IS WRONG WITH ME


Acompanho-o. Esse cara é gente boa. Me livrou dos seguranças, tem bom humor e até me prepara uma tequila.

Bebo o shot em um só gole - Isso é moleza, cara - se esse cara soubesse quanto álcool me obrigaram ingerir no meu trote, ele não me desafiaria com tão pouco. Pego a garrafa que ele acabou de usar para preparar o meu drink - Sua vez, mas peraí - puxo uma poltrona, uma poltrona maravilhosa, cheia de detalhes e de cores vivas que me fazem lembrar do Impressionismo Holandês. Ela é tão macia que sinto ciúmes em ver o cara sentar nela, e não eu.

Ao sentar-se, vou para atrás do cara - Confia em mim, tio - derrubo uma boa quantidade do líquido em sua garganta e levo minhas mãos ao seu cabelo. Balanço a sua cabeça, deixando que o álcool e a tontura o deixe ainda mais alterado. Coisa de universitário.

- E aí? Tá bem? Dizem que tequila aumenta a libido, né? - de repente, essa bunda peluda e esse samba canção furado... Tá tudo tão atraente.


avatar
Mensagens : 9

Data de inscrição : 28/07/2016

Jornalistas
Josef Consurget Begierde
Desempregados

Postado em Sex Jul 29, 2016 11:22 pm




O garoto diz que tomar apenas um shot de tequila para ele era moleza, me sinto afrontado e desafiado. Agora era meu turno.

Ele puxa aquela maravilha de poltrona (que sinto um prazer imenso de ter tocado minha nádega) e vai atrás de mim, eu desconfiado viro minha cabeça apreensivo. Quando noto que ele iria me preparar uma dosagem de tequila eu relaxo.

Quando suas mãos tocam em meus cachos eu sinto um arrepio que me percorria por todo o corpo. Lanço minha cabeça para trás e abro minha boca, lançando minha língua para fora a espera do líquido. Minha garganta sente um desconforto quando o fluido desce, um ardor que eu conhecia bem e gostava.

- Isso é moleza, cara - falo parafraseando-o imitando sua voz de maneira irritante - Agora é a sua vez - levanto rapidamente da poltrona e faço ele sentar. Pego um bico especial para garrafas e coloco no recipiente da tequila.

- Qualquer coisa faz o pinto de vocês subir - Respondo quando ele falava de líbido, então subo em seu colo colando seu corpo no meu ficando de frente para o rapaz, virando a garrafa em sua boca e sentindo prazer ao vê-lo se embriagar.

avatar
Mensagens : 12

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 26

Desempregados
Aiden Köhler Noxxvylle
Puta do Gunter

Postado em Sex Jul 29, 2016 11:35 pm

Wish we could turn back time, To the good old days. When our momma sang us to sleep, But now we're stressed out.
Uma ríspida face de quem está descontente com a situação a qual se meteu, o jornalista encarou os dois rapazes com um mortal pelos cantos. De imediato, como forma de descontração pode se dizer, a palma do mesmo passeou ao longo do físico até o local almejado. Com a mão livre, se prontificou em chamar a atenção de ambos com cutuques em seus ombros. Nisso, uma capturou a própria genitália, mas não apertava, porque né, é uma região mais do sensível. Posteriormente fez um movimento para cima e para baixo, e suave a fim de esnobar os outros. — Filhos das putas que não me avisaram sobre o prédio. — O timbre do áudio vocal saiu mínimo, mas o suficiente para que ouvissem.

Logo desfez o ato que de relance exerceu somente para dar aquela básica e mais do que amistosa xingada nos conhecidos. Retraiu a sua postura, seguidamente esticou a coluna de forma ortogonal, a ajeitando para a posição devida, além do seu corpo que correspondia ao fazer. Inspirou a substância gasosa que pairava na atmosfera do local, como os outros. Estava impaciente com a demora que os eventos previamente estabelecidos para ocorrer. — Gunter. — Clamou pela atenção do moreno ao seu lado enquanto Peter repousava as costas em um tipo de uma superfície planificada de forma vertical. Era só uma parede. Apoiou-se nessa, analisando os semblantes de cada ser ali presente analiticamente.

— Te conheço. Quem é a sua alvo? — Os braços se erguerem até a fronte do tronco, onde um foi entrelaçado no outro e, assim, um cruze feito. Tombou a cabeça para o lado, mais especificamente para a diagonal. Semicerrou as pálpebras, quase se privando do sentido visual ao fazer isto. — Não adianta querer me enganar, sei que está de olho em alguém. Só não sei se essa pessoa está aqui. — O comentário veio a tona ao mirar o companheiro de trabalho de lado. Piscou pouquíssimas vezes e desviou a atenção para o que ocorria ao seu redor. — Tédio.
My name's blurryface. And I care what you think.
vitu.
avatar
Mensagens : 21

Data de inscrição : 29/07/2016

Idade : 23

Localização : Na minha, mas posso estar na sua.

Puta do Gunter
Caim Dähl Bouwknech
Troublemakers

Postado em Sex Jul 29, 2016 11:56 pm

Entre seus lábios pendia o filtro do cigarro ainda apagado, seu corpo estava acomodado sobre uma banqueta disposta ao lado de Tyrell, os dedos destros tamborilavam contra o móvel ao seu lado. Caim estalou a língua o céu da boca, provocando um som característico incitando desdém. O cigarro foi capturado entre os dentes, apoiou o cotovelo contra a mesa plana e indicou com um menear seus dois companheiros mais adiante. - Quer diversão ? Duvido você ir lá e pegar o pau daquele cara ali, ele sempre tem um ataque quando fazem isso. Peter havia sido o alvo quando olhou de relance para o mesmo, um sorriso lascivo desenhou os lábios finos antes de impulsionar seu corpo para se pôr de pé. - Quem perder a onda de desafios, vai transar com um porco Desferiu leves tapas contra o ombro alheio e dirigiu seus passos até os rapazes parando diante dos mesmos. Sua mão envolveu a garrafa tomando posse desta, gesticulou para que Gunter pendesse a cabeça para trás,o cigarro novamente entre os lábios, ergueu a garrafa e despejou o líquido dentro da boca do rapaz até que este se esquivasse, repetiu o ato com Peter.
avatar
Mensagens : 28

Data de inscrição : 25/07/2016

Troublemakers
Roger Ehlers
Jornalistas

Postado em Sab Jul 30, 2016 12:02 am


I'M MY OWN WORST ENEMY
GIVE UP
TELL ME WHAT THE FUCK IS WRONG WITH ME


Minha vez? Beleza. Quero ficar loucão nessa porra. Ele me guia até a poltrona. Aproveito a brecha e olho em minha volta. Esse pessoal tá comportado demais, eu sei, eu sei, alguns com pouca roupa por causa da regra, mas, ainda assim, comportado. Volto, então, minha atenção para o único aqui que está conseguindo cativá-la.

Qualquer coisa faz o pinto de vocês subirem, ele diz. Mas tem coisa que faz subir mais... E mais rápido, penso me respondê-lo, mas apenas sorrio. Sorrio muito, sorrio pra caralho... aliás, falando em caralho, ele senta no meu colo e, puta que pariu, esse cara quer me deixar doido, né?

Quanto eu bebi? Não sei dizer. Só sei que a garrafa não tava tão vazia assim - Fácil - digo, mas tenho certeza que vou cambalear se eu levantar daqui. Misteriosamente, minhas mãos pararam em suas coxas. Me vem uma súbita vontade de apertá-lo, mas tento contê-la apenas alisando a sua pele - Depois de beber muita tequila, tem que tirar mais roupa. Tá nas regras - brinco enquanto olho para sua camisa. Desabotoo um dos botões.

Tem um cara sentado em mim, caralho, tem um cara sentado em mim... É tanto êxtase que nem sei por onde começo.


avatar
Mensagens : 9

Data de inscrição : 28/07/2016

Jornalistas
Josef Consurget Begierde
Desempregados

Postado em Sab Jul 30, 2016 12:11 am




Minha respiração pesa quando suas mãos tocam em minhas coxas, sinto calor consumir meu corpo e pensamentos obscenos dominarem minha cabeça. Não me esforço para mandar nenhum dos dois para longe.

Suas mãos tateiam camisa e ele começa a desabotoa-la, quando começa a se abrir o meu peito dominado por pelos fica a mostra. Minhas mãos agora já estavam levantadas para facilitar seu toque e meu peso estava totalmente apoiado em seu colo, sinto o seu membro cada vez ficando mais rígido abaixo de meu corpo e logo eu já ficava um pouco excitado também.

Seguro suas mãos quando ele terminava de desabotoar toda minha camisa.

- E você, que partes da sua roupa vai tirar agora?

avatar
Mensagens : 12

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 26

Desempregados
Leryna Tyrell Mormount
Hipsters

Postado em Sab Jul 30, 2016 12:12 am


Festa da Cora. Cora dentro Cora fora.

- Duvida? - Questionei com uma sobrancelha erguida. Olhei para o menino o qual eu deveria abusar, ele estava longe eu estava com preguiça e sinceramente não fazia o meu fetio um cara como aquele - Não vou pegar no pau do vovô ali, fala sério. - Olhei para os dois lados me certificando que tinha gente vendo e levei meus dedos ao meio das pernas do garoto ao lado apertando com vontade por alguns longos segundos para depois fazer um DELICIOUS com um maravilhoso combo do Candy Crush.

-Já posso desafiar alguém? -  Perguntei bem alto para os presentes, queria começar logo a brincadeira e todo mundo estava enrolando demais. Pelo amor vamos agilizar isso aí né gente.

_________________

Leryna
Tyrell


Créditos@
avatar
Mensagens : 42

Data de inscrição : 23/07/2016

Idade : 20

Hipsters
Stella Ackard Mustange
Mortos

Postado em Sab Jul 30, 2016 12:23 am


Meia hora depois de ler a Mensagem de Cora, chego na frente da adega onde tinha uma placa dizendo:
"Entre já retirando alguma peça significativa de seus trajes". Olhei para minha sapatilha que eu adorava e pensei *Vou tira-las..* e assim que tirei elas, tratei de passar pelos dois seguranças e entrar. Lá notei que haviam várias pessoas; para não ficar em pé, tratei de me sentar em um banquinho e para esperar a brincadeira começar, resolvi ficar mexendo em meu IPhone.

avatar
Mensagens : 18

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 21

Localização : Autumn Valley

Mortos
Roger Ehlers
Jornalistas

Postado em Sab Jul 30, 2016 12:29 am


I'M MY OWN WORST ENEMY
GIVE UP
TELL ME WHAT THE FUCK IS WRONG WITH ME
Eu poderia descrever, atribuir-lhe características, dizer como ele está me provocando e como, pouco a pouco, estou perdendo o autocontrole, mas não dá, cara, não dá. É tão intenso o que sinto no momento – seja por culpa dele ou do álcool – que mal consigo pensar, nem consigo ouvir os meus pensamentos direito.

- Não dá pra tirar nada... A calça... Que tá... Segurando - digo entre pausas. Tomo mais um gole da bebida. Não dá, mano, não vou conseguir me controlar.

Minhas mãos voltam para sua coxa e deslizam... Só que pra cima. Meus dedos alcançam as nádegas do cara. Quem chegasse ali poderia ver tudo em com exclusividade, tipo pay-per-view – não por causa da minha falta de pudor, mas porque o samba canção dele tá furado. Inclino o tronco, querendo sentir mais o corpo dele. Mordo seu lábio. Molhado. Gosto de tequila. Bom. Muito bom. Quero alisar cada mísero centímetro do corpo desse cara, puta merda.



avatar
Mensagens : 9

Data de inscrição : 28/07/2016

Jornalistas
Leryna Tyrell Mormount
Hipsters

Postado em Sab Jul 30, 2016 12:30 am

Spoiler:
OFF: EITA CARALHO

_________________

Leryna
Tyrell


Créditos@
avatar
Mensagens : 42

Data de inscrição : 23/07/2016

Idade : 20

Hipsters
Melanie Melborn Stoker
Puta

Postado em Sab Jul 30, 2016 12:37 am


take me out



I'm not spending any time, wasting tonight on you. You know, I've heard it all, so don't you try and change your mind cause I won't be changing too, you know. You can't believe, still can't believe it, you left in peace, left me in pieces, too hard to breathe, I'm on my knees right now.

Apesar da desastrosa festa de matar - literalmente - que eu dei, minha vida social não estava completamente arruinada. Após diversas discussões com Mackenzie acerca do mesmo assunto, minha noite melhorou um pouco com o sms de Cora me convidando para uma reuniãozinha de amigos que aconteceria em seu apartamento. Aceitei o convite sem pensar duas vezes, afinal, nada poderia ser pior do que ficar naquele inferno de casa com aquela demônia de irmã que insistia que a culpa da morte do cara era minha, e que depois dessa eu deveria me esconder da mídia. "Esconder o seu cu, minha filha". Conclusão: deixei sua casa sem aviso prévio, com uma garrafa de vodka nas mãos. Eu ainda não tinha um carro por incompetência de meu querido pai, por isso fui obrigada a pegar um taxi até a casa de Cora, hora ou outra virando aquela garrafa em minha própria boca.

Não demorou para que a menina loira atendesse a porta após eu ter tocado a campainha. - Cheguei com o goró e já aviso que só saio dessa casa presa ou nua, como da última vez. Ainda não éramos o que eu consideraria "amigas", mas eu estava feliz com sua receptividade no mundo de queens universitárias, e eu me sentia a vontade para fazer piada a cerca da morte do garoto Jerry. Adentrei seu casa admirando os detalhes, e me deparei com a quantidade de jovens espalhada pela sala jogando verdade ou desafio. Pelo jeito, aquela noite seria interessante, além de longa. Retirei minha jaqueta escura e joguei em qualquer lugar, antes de me acomodar no chão. - Não façam cerimônia. O jogo fica mais legal com vodka pura direto da garrafa entre um desafio e outro - disse passando a garrafa pra primeira pessoa que vi pela frente, enquanto prestava atenção no jogo.



modèle créé par weird pour Lotus Graphics!



_________________
OPS! I DID IT AGAIN



avatar
Mensagens : 60

Data de inscrição : 23/07/2016

Localização : EUA ✈ Autumn Valley

Puta
Josef Consurget Begierde
Desempregados

Postado em Sab Jul 30, 2016 12:40 am




- Não tenho certeza se aqui é um bom lugar para você retirar suas calças, mas meu apartamento é aqui embaixo...

Digo isso sem sentir as palavras saírem da minha boca, que vergonha, eu pegando um universitário, que minha irmã possivelmente deveria conhecer pois quase teria a idade dela.

Então seus dentes tocam em meus lábios e eu já não consigo me preocupar com casualidades, apenas me levanto de seu colo e o puxo para cima, empurrando seu corpo para um lugar mais escuro do local, prenso suas costas contra a parede e pressiono sua cintura na minha, fazendo o volume presente em minha cueca apertar a pequena montanha que tomava forma em sua calça.

Passo minha boca ao seu pescoço, segurando seus flancos com minhas mãos, logo vou molhando as partes do seu corpo que tocam minha língua até chegar em sua orelha e dar uma leve mordida.

Eu sentia que isso era bem errado, mas acabava não dando importância a minha consciência como sempre.

avatar
Mensagens : 12

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 26

Desempregados
Conteúdo patrocinado

Postado

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum