COMPLEXO DE PISCÍNAS

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cora Belikov Vodianovisk
Puta

Postado em Ter Jul 26, 2016 1:32 am

FUCK HARD

DO IT LIKE RUSSIAN BLONDIES


but never forget AMBER boobs
Apreciar bebidas alcoólicas que a esquentavam não era nada novo para Belikov, mas um bocado de seus colegas desaprovava sua atitude. Amber não era das mais intrometidas na hidratação de Cora, mas estava óbvio para a russa que a loira não gostava de quando ela levava sua garrafa para alguma festa. "É tudo uma questão de prática, Amber. Exercícios para o fígado." Murmurou, sorrindo. Observou o ambiente e focou novamente o olhar em Tayla e em sua ilustre nova companhia. Aquela festa ficava mais bizarra a cada minuto e a estrangeira ao menos sabia o nome da idealizadora para julgar depois.

Aparentemente, não era a única a observar a suposta outra rainha. Para a garota não fazia muito sentido ter mais de uma rainha ou sequer ter uma, mas aquilo parecia ter alguma lógica para os europeus residentes da nova Paris. Ficar ao lado de Amber e observar os olhares direcionados à queen era uma das maiores diversões de Cora. Principalmente quando ambas estavam em um ambiente repleto de pessoas associadas à realeza de Autumn University ou quando os próprios donos das coroas se encontravam.  Ouviu com atenção as palavras proferidas pela amiga e deixou que um sorriso malicioso dominasse seu rosto. "Um dia o reboco sai, mas até lá... Convenhamos, a garota não é de todo mal." Sabia que dizer aquilo era quase pedir para que Amber a tirasse da cidade, mas não acreditava que Harris o fizesse. A coreografia das cheers estava em jogo e Coraline sabia de sua capacidade.

De tão segura não se surpreendeu quando um garoto foi levemente persuadido a constranger Tayla. Deixou a garrafa longe da boca visando o exato momento em que a lista de garotas fazendo topless cresceu, e então riu. "Você realmente faz jus à reputação, loira." Sorriu, vendo o biquini da estudante de matemática se afastar aos poucos dela. Tayla tentou não demonstrar se ficara abalada, mas estava claro para qualquer um que ela sabia a mandante do ato. "Parece que você tem que tomar cuidado, nunca se sabe quando uma calculadora pode te atingir." Na Rússia nunca ensinaram a fazer piada, mas Belikov tentava. Viu as horas no celular e bufou, avisando para Amber que já voltava. Não ficaria bebendo vodka pura pelo resto da tarde.

Levantou-se, deixando a garrafa ao lado da espreguiçadeira, e foi até o bar. Os passos até não foram exatamente retos, mas nada era novidade para a russa. Quando finalmente se dirigiu ao barman acabou solicitando uma bebida típica de sua antiga cidade, e então bufou. Geralmente era Amber que escolhia o drink do dia para a menina. Uma garota de aparência comum se aproximou e fez o pedido para ela e para Cora, que estranhou. Seria um flerte? "Eu mesma. E legal, hein." Não gostava de conversar com estranhos em festas, muito menos com estranhos que ofereciam bebida de primeira. Cora se segurou para não revirar os olhos e, em vez disso, decidiu dar de ombros e responder Melanie. "A anfitriã poderia ter feito uma coisa menos... Isso. Mas até que está ok." Sorriu de lado, impaciente. Só queria voltar para a vodka e a intriga entre queens.


intriga, amo
avatar
Mensagens : 21

Data de inscrição : 23/07/2016

Puta
Stella Ackard Mustange
Mortos

Postado em Ter Jul 26, 2016 2:06 am

Com um biquíni preto e por cima um vestido branco curto transparente, cabelo arrumado em um perfeito rabo de cavalo, e sandálias rasteiras, Stella viu que estava perfeita para a festa da Piscina que ia com sua Prima Alexia. Pegou uma bolsa e nela pôs o necessário assim como a prima, e é claro o seu IPhone. Juntas pegaram um táxi para a festa que estava acontecendo no Looken Hotel.

Ao chegarem, a prima disse para que tirassem fotos perfeitas e naturais - Pode deixar Lexi - respondeu para a prima e piscou a ela. Stella notou que muitas pessoas olhavam as duas, afinal eram muito populares e bonitas; resolveu então bater fotos com a prima ali mesmo, e assim que cada uma escolheu uma foto de todas as quais tiraram e que elas estavam maravilhosas, ambas colocaram no Instagram. Esperando o sinal da prima, Stella olhava ao redor já pensando nas fotos que poderia fazer, até que o sinal veio - que era a prima piscar a ela - e ambas se separam, e logo, a garota sorriu.

Já afastada da prima e perto do Bar, onde poderia bater fotos de quem ali estava e do pessoal da piscina, e claro, tendo uma boa visão da treta entre as Queens, Stella recebe uma mensagem da prima onde ela perguntava se a garota estava pronta com um emoticon de lua; ela riu e logo respondeu: ''Eu nasci pronta Lexi '' junto de um emoticon piscando; Stela se sentia linda e poderosa aquele dia. Logo após enviar a mensagem a Lexi, ela põe seu dedo indicador na boca olhando ao redor *A caçada enfim começou..* pensou ela, logo, disse a si mesma - Por onde devo começar?..- e sorriu maliciosamente.


avatar
Mensagens : 18

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 21

Localização : Autumn Valley

Mortos
Tristan Oakley Vaughn
Mortos

Postado em Ter Jul 26, 2016 2:28 am

Tudo Okay, era uma atitude um tanto quanto louca sair caminhando por ali feito um louco não ? Pra cacete, mas o que realmente importava era que estavam indo no clima da festa e isto querendo ou não acabou subindo um pouco a cabeça de Tristan, que gostaria muito de experimentar uma noite daquelas, de tentar seguir com uma vida de universitário digna de situações extravagantes e no mínimo loucas como muitas coisas na festa eram. - Sabe, eu não costumo dançar! - Comentou um tanto quanto expressivo com a voz alta para que Joshua lhe identificasse facilmente. Bem como não costumava a bancar uma de louco nas festas que esteve antes, mas não sabia explicar o que rolava, era simplesmente aproveitar e nada mais, somente isto estava em sua cabeça. - Então eu acho que beber um pouco é o melhor a se fazer! Explicou o seu ponto de vista, queria também experimentar um pouco da bebida e quem sabe ficar louco o suficente para tirar aquela sua camisa moletom preta com as mangas um tanto quanto dobradas, é estava disposto a tentar isto, afinal, estava em Autumn Valley finalmente, bebê.  Tristan ficava um pouco envergonhado em não dar a voz de escolha para o seu colega, ele deveria saber curtir uma festa bem mais do que o próprio australiano, mas nada que impedisse de continuarem indo até a mesa de bebidas, onde o rapaz apanhou um drink de frutas cítricas e álcool.
avatar
Mensagens : 15

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 22

Mortos
Melanie Melborn Stoker
Puta

Postado em Ter Jul 26, 2016 2:29 am

Cora parecia impaciente comigo puxando papo, como se sentisse desconfortável longe da abelha rainha. Mas não era problema, eu não tomaria muito de seu tempo. Para ser sincera, talvez fosse seu sotaque, mas eu mal entendi seu comentário sobre a anfitriã, e me perguntei se no caso ela sabia que era quem vos falava. - Bom, eu fiz o que pude - dei de ombros - Foi meio que uma festa de última hora, mas enfim. Me desculpa estar sendo totalmente weird, pedindo bebida pra você e tudo mais. É que eu vi que está no time de líderes de torcida e tudo mais, e eu entrei recentemente. Sabe como é, garota nova na cidade; Só queria conhecer alguém - disse meio sem graça por estar tagarelando. Esperava que Cora tivesse pelo menos um pingo de compaixão com a anfitriã novata, e correspondesse com simpatia, porque de fato eu precisava de amigas nas líderes de torcida, ela parecia ser legal, e não seria nada mau ganhar sua confiança. - Vocês, meninas de Autumn Valley tem muito desse negócio de queen né? Aposto que você é uma delas - tomei um gole da minha bebida. - Quero dizer, a galera aqui valoriza beleza, suas amigas até são bonitas, mas... Eu aposto como você as lidera. - Disse, mesmo obviamente conhecendo a resposta das indagações. Não que eu estivesse tentando plantar a discórdia ou ser falsa, porque afinal, eu não mentia quando dizia que a loira era a mais bonita entre elas. A outra loira de topless - que eu não sabia o nome - tinha sobrancelhas assustadoras, que me faziam questionar se sua virilha tinha a mesma situação. Já a morena que conversava com um cara pelado - e que agora também fazia topless -, não parecia ter nada de muito especial. Não que eu ligasse para títulos, afinal, não estava mais no ensino médio. - Aliás, vocês tem razão. É verão e tudo mais, nada melhor que ficar a vontade - disse retirando a parte de cima do biquíni, já me arrependendo do ato, já que nos Estados Unidos eu tinha uma reputação à manter. Tomei mais um gole da bebida, já planejando pedir uma segunda.

_________________
OPS! I DID IT AGAIN



avatar
Mensagens : 60

Data de inscrição : 23/07/2016

Localização : EUA ✈ Autumn Valley

Puta
Joshua W. Melbourne
Preppies

Postado em Ter Jul 26, 2016 2:47 pm


PARTY ON, BABY
Joshua suspirou ao receber a negativa do convite. Se havia alguma coisa que o rapaz mais odiava em festas era dançar. Sua habilidade com a dança chegava apenas um passo para o lado e para o outro. Era impossível ele executar algum movimento mais complexo que esse. Só não tinha chamado o rapaz até o bar porque não parecia bem o estilo dele, mas talvez ele não fosse tão bom em analisar as pessoas como julgava-se. O loiro apenas seguiu Tristan e sentou-se ao seu lado ― Um martíni, por favor ― pediu ao barista e voltou sua atenção para o rapaz.

Você é de onde? ― perguntou, tomando o primeiro gole da sua bebida. Era notável o sotaque de Tristan. Mesmo sendo bastante similar ao britânico, percebia-se algumas diferenças. Chegava a ser levemente sexy o jeito como ele não pronunciava algumas letras finais das palavras.
avatar
Mensagens : 25

Data de inscrição : 22/07/2016

Idade : 24

Preppies
Cora Belikov Vodianovisk
Puta

Postado em Ter Jul 26, 2016 4:23 pm

FUCK HARD

DO IT LIKE RUSSIAN BLONDIES


but never forget AMBER's boobs
Apesar de não ter a pronúncia perfeita, Cora entendia muito bem o que os outros falavam. Limitou-se a erguer a sobrancelha quando Melanie se assumiu a anfitriã, encarando a desconhecida de cima a baixo o jeito menos crítico que conhecia. Ela não era de todo mal, aparentemente. “É como eu disse: está ok.” Sorriu de lado e permitiu que sua mão finalmente alcançasse o tal do Sex on the beach pedido, dando um gole para experimentar. Então a garota era novata? Belikov assumiu uma postura diferente quando soube disso, mais animada e sociável que antes. Afinal, além de ser parcialmente seu trabalho dar as boas vindas aos novos estudantes de Autumn University, a garota adorava introduzir os novatos merecedores ao mundo da elite de lá. “Não se preocupe, Melanie. Você começou bem, fazendo uma festa com a presença das queens. E quanto ao time: se você for muito boa, não teremos problemas.” Deu de ombros, levando a bebida mais uma vez aos lábios. Não falara nada fora da realidade, já que Amber, a capitã, costumava gostar de quem realmente valia a pena. Ela era prova viva. Espiou a amiga ao longe, garantindo que não estava perdendo uma guerra ‘muito importante’ pela coroa do lugar. Franziu a testa quando Melanie começou a falar sobre as garotas da cidade, parecendo realmente interessada em entender a dinâmica dali. “As garotas daqui realmente ligam para isso, parece que é mais que um simples status. E não, não sou uma delas. Isso de poder centralizado não é muito minha praia.” Sorriu, jogando os fios loiros para trás enquanto terminava a bebida sem ao menos perceber. Já estava mais alegre, agora, e passou a notar que na verdade Melanie era bonita. Não tanto quanto ela, mas era. “Mas obrigada por esse elogio disfarçado.” Encostou-se no que servia de balcão para o bar, observando o ambiente. Não era exatamente o que consideraria uma festa, estava tudo calmo demais. "Amber podia implicar um pouco com Tayla, só para animar as coisas", pensou. Fazer daquilo uma versão patricinha da série Game of Thrones seria mais que divertido para Cora. Quando voltou sua atenção para sua companhia, a garota já estava com a comissão de frente totalmente exposta. A russa sorriu, mordendo os lábios e erguendo a sobrancelha. “Bem vinda ao clube. Sabe, talvez a queen que realmente importa te queira perto dela, depois dessa.” Brincou e evidenciou que era apenas uma brincadeira com seu tom de voz. “Você pode pedir outra bebida para mim e depois podemos ir até sua nova capitã, o que acha? Precisa de alguma coisa que anime sua festa, garota.” Na verdade, só queria acrescentar um pouco da vodka russa na bebida que a menina pedira, mas ajudar Melanie a se aproximar de Amber era um bônus.



intriga, amo
avatar
Mensagens : 21

Data de inscrição : 23/07/2016

Puta
Tristan Oakley Vaughn
Mortos

Postado em Ter Jul 26, 2016 4:48 pm

O fluxo da festa seguia, as pessoas continuavam a tentar aparecer mais, agora o número de moças a mostrar os seus seios acabava crescendo. Tristan não podia deixar de sentir-se em um filme adolescente, como aqueles onde grupos iam em uma festa a procura de bebedeira e sexo. Entretanto, seus vinte e um anos já estavam nas costas e, embora não rejeitasse uma orgia neste momento, estava mais sossegado quanto aquilo do que muitos garotos de dezoito perdidos por aquele hotel. Agradecia a si mesmo por isto, não queria passar uma primeira má intenção para Josh, nem muito menos para toda a Autumn Valley. - Australiano. - Respondeu a pergunta do seu colega com um certo delay devido ao fitar de outras coisas da festa. - Melborne City. - Sorriu para o garoto enquanto respondia e tomava um gole do seu drink. Ainda estava muito cedo para sentir falta da sua família no intercâmbio, mas com Tristan era o contrário, quanto mais recente mais ele sentia falta, algo divergente de cada pessoa. - E você, de onde veio ?- Indagou com um um tom simpático permanecente, temia até parecer um pouco bobalhão por conta disto, mas preferia transmitir sinceridade do que aparências e máscaras como suspeitava sempre das pessoas, não com Josh, mas era certo que Tristan tinha um pé pra trás com os que não conhecia. Ainda assim, desejava conhecer mais gente. - Tem amigos por aqui ? Josh. -
avatar
Mensagens : 15

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 22

Mortos
Joshua W. Melbourne
Preppies

Postado em Ter Jul 26, 2016 5:24 pm


PARTY ON, BABY
Joshua odiava o gosto das azeitonas, mas por mais masoquista que possa parecer, ele adorava alimentar-se delas. Ele chacoalhou a bebida pelas paredes da taça e levou a boca o fruto espetado no palito, fazendo logo uma careca quando suas papilas gustativas começaram o trabalho. Ele bebeu rapidamente o martíni e mordeu levemente o lábio inferior, esperando a troca de gostos ― Melbourne, ham ― ele disse com um sorriso travesso no rosto ― Estudamos fotografia, estudamos na mesma universidade e meu sobrenome é Melbourne. Acho que o destino está tentando nos dizer algo, você não acha? ― ele pisca brincando para o rapaz e ri, tomando mais um gole ― Bristol. Inglaterra mesmo ― respondeu e ajeitou rapidamente uma mecha rebelde de cabelo para o lado ― Por enquanto nenhum. Esse é o meu primeiro semestre e as aulas acabaram de começar. Como você pode ver, não sou exatamente a pessoa mais sociável do mundo ― confessou, fitando o sofá em que estava sentado mais cedo enquanto tirava fotos. Por sorte, suas câmeras ainda encontravam-se ali.

Você já está aqui a quanto tempo? ― indagou, virando-se até seus olhos encontrarem o de Tristan, fazendo o loiro rapidamente desviar para o seu copo no balcão.
avatar
Mensagens : 25

Data de inscrição : 22/07/2016

Idade : 24

Preppies
Albrecht Von Rattenkönig
Drogados

Postado em Ter Jul 26, 2016 6:03 pm

As coisas ficavam cada vez mais turvas, eu já me perdia novamente, o lugar estava enchendo e eu já passava mal. Tudo se tornava azul em minha visão, já não reconhecia mais o rostos de pessoas.
Só consigo ver flashes em minha direção, uma garota próxima a mim, provavelmente com quem eu falava estava com os seios despidos. Minha mente girava e eu precisava de um ar fresco, também já tinha deveres diferentes para aquela noite, eu precisava ficar sóbrio até lá.
Começo a correr para fora, tento achar minha calça e corro.

avatar
Mensagens : 11

Data de inscrição : 24/07/2016

Drogados
Roxy Fayat Ribière
Puta Chorona Chata

Postado em Ter Jul 26, 2016 6:34 pm

high
Roxy não sabia direito o que estava acontecendo, mas pelo menos lembrava onde estava. Looken Hotel, pela tarde, numa festa... Ok, primeiro passo: reconhecer o perímetro. Pessoas com roupa de banho, algumas completamente ou quase peladas, piscinas, bebidas, música alta. Ah, mas por que ela via tudo meio trêmulo e colorido e por que o chão parecia se mover?

A garota olhou para o copo com algo transparente em sua mão e finalmente percebeu que tinha bebido alguma coisa. É, nada de diferente das outras festas, a não ser a sensação de que o mundo ia desabar em alguns segundos. — Que porra é essa? — Roxy murmurou, soltando uma risada lenta e idiota depois. — Será que eu vou desmaiar? — Murmurou novamente, olhando ao redor para reconhecer onde exatamente estava.

A sua esquerda, estava o bar. Pessoas iam e vinham, pegando bebidas enquanto se sacudiam de forma louca ao som da música. Roxy olhou para baixo, vendo as roupas que trajava. Não calçava nenhum sapato, então deduziu tê-los perdido, mas pelo menos ainda tinha seu biquíni preto. Sabia que estava naquela festa há algum tempo, mas esqueceu completamente com quem veio e quando voltaria.

Decidiu não se importar com aquilo agora, já que mal conseguia reconhecer as pessoas e sua cabeça havia começado a doer. Com um grunhido, ela fez uma careta feia para um garçom que a observava com um olhar safado e caminhou até um dos sofás não muito distantes, jogando-se sobre ele. Quando terminou de sentar e bebeu um gole do seu copo, percebeu que alguém já estava lá.

Olhou para o lado, fitando o cara com uma das sobrancelhas levantadas. Será que ele tinha simplesmente se teletransportado ou ela não havia percebido sua presença durante a travessia meio torta que fez? — Ah, oi. — Disse, soltando outra risada idiota. Ah, idiota, idiota, idiota, sentia-se uma completa idiota pela forma lenta que falava; mas, ao mesmo tempo, era muito bom. Tentou reconhecer o rosto do rapaz mas não conseguiu, então somente mostrou um sorriso de canto e continuou a encará-lo.

avatar
Mensagens : 16

Data de inscrição : 23/07/2016

Idade : 20

Localização : Autumn Valley

Puta Chorona Chata
Jerry Lars McOnean
Mortos

Postado em Ter Jul 26, 2016 6:47 pm

Welcome to the Jungle
tudo já estava meio turvo para mim, bebia quase a metade da garrafa de Whisky, enquanto arqueava a sobrancelha. Por vontade própria já me preparava para pular na piscina, mas sinto alguém parcialmente se atirar do meu lado, estico o punho coma garrafa de Whisky deixando-a próximo ao sofá enquanto arqueio a sobrancelha a fitando. -Er...Oi? -Talvez pelo efeito do alcool minha voz sairia de forma carinhosa e gentil. pendo um das mechas da madeixa que por hora escorria em frente ao rosto, desfiro um sorriso de canto aproximando meu corpo ao da menina desferindo-lhe um beijo no rosto. -Prazer em conhecer... -De certa forma estava totalmente diferente do que sou. talvez o excesso de bebida me tornou um outro cara, ou o Jey Jey 2.0 assumiu meu corpo novamente. Minha bochecha cora, enquanto sinto o calor do sol radiante sobre meu torso desnudo. -É da universidade também? -Coço o queixo, incomodado com a barba mal feita. Fito todos os comprimentos da loira, que aliás tinha um corpo atlético no que já deduzi que a tal seria se fosse da Universidade, líder de torcida ou algo do gênero, e também vi que ela está um pouco alcoolizada.
Party Hard



avatar
Mensagens : 15

Data de inscrição : 22/07/2016

Idade : 18

Localização : Autumn University

Mortos
Melanie Melborn Stoker
Puta

Postado em Ter Jul 26, 2016 7:37 pm

Cora admitiu que títulos eram importantes para as meninas que se importavam com eles na cidade, mas naturalmente, negou que fosse uma das queens - Ah, então você seria a Karen? Ou seria a Gretchen? - perguntei com falsa ingenuidade, esperando que Cora entendesse a referencia ao filme Mean Girls. Ou talvez fosse melhor que não entendesse. - Enfim. Pois eu acho que você deveria ser - dei de ombros, apesar da menina, assim como eu, ter dito que que não se importava com aquele tipo de coisa. A russa pareceu mais aberta e positiva depois que retirei a parte de cima do biquíni, e comentou que talvez a queen que realmente importa iria me querer por perto, se referindo provavelmente à aquela de sobrancelhas estranhas. Eu achei que fosse uma piada, mas percebi que era um convite quando sugeriu outra bebida e mais animação para a festa. Apesar de não ter certeza se era uma boa ideia, não tinha como arregar agora que estava praticamente pelada. E além do mais, eu estava feliz de que a aproximação planejada havia acontecido tão rapidamente. Então, desafio aceito. - Mais duas Sex, por favor - sorri para o bar man e voltei a encarar a festa, enquanto aguardava. - Legal de sua parte estar fazendo isso por mim. Quer dizer, eu tava querendo dar uma festinha mais reservada no iate do meu pai amanhã, e acho que você pode me indicar quem é in e quem é out para a ocasião. Não é legal convidar todo esse povo pé rapado para isso, não acha? - ri observando Cora, que pareceu contente com a tarefa de indicar quem realmente importasse naquele meio social. Talvez ela fosse da comissão de boas vindas ou coisa do tipo, porque pelo jeito gostava de apontar quem valia a pena.

Assim que as bebidas ficaram prontas, Cora me conduziu até à minha "nova capitã", que tomava sol na ponta da piscina onde a loira também estava mais cedo. A outra loira - da sobrancelha - me analisou de cima abaixo, como se perguntasse mentalmente "Cora, o que conversamos sobre adotar qualquer órfãos que encontra pela rua". E não seria diferente. Após a introdução básica, descobri que o nome da Regina George na verdade era Amber - e ela era mais gostosa em pé, quando seus seios não ficavam achatados. - Então, você estava pedindo diversão, não é? - sorri para Cora - Me aponte um alvo - sorri maligna para a loira, que parecia prestes que a dar pulinhos prevendo encrenca. O alvo no caso se chamava Tayla, a considerada queen dos nerds - que antes julguei que não tinha nada de especial. Entre conversas curtas, chegou ao meu conhecimento que Amber havia mandado alguém retirar biquíni como "pegadinha". - Own, como vocês são fofas - amadoras. Me afastei por um segundo sem aviso prévio caminhei até um funcionário que servia shots de tequila entre os banhistas. - Triplico seu salário se derrubar essa bandeja acidentalmente na cabeça daquela menina ali - disse com ênfase na palavra. Depois dessa, seria questão de tempo até me infiltrar no squad, já que Amber e Cora saberiam de que lado eu estava.

_________________
OPS! I DID IT AGAIN



avatar
Mensagens : 60

Data de inscrição : 23/07/2016

Localização : EUA ✈ Autumn Valley

Puta
Rosalina Hool Lancaster
Queens

Postado em Ter Jul 26, 2016 8:06 pm

Party on swimming pools
Hoje era dia de que? Exatamente, festa. Como eu era daquelas que estavam em todas, não podia perder uma daquelas, não é mesmo? O mais legal era que seria uma festa na piscina, ou seja, eu teria uma ótima oportunidade para exibir minhas curvas perfeitas. Vesti um biquíni azul com estrelas vermelhas que me deixava incrivelmente sensual. Como não iria sair de casa daquele jeito, coloquei um short jeans rasgado curto e uma blusa regata branca, terminando meu look com uma sandália dourada. Meu cabelos caiam em cachos por minhas costas, dando-me aquele ar de princesa que eu tanto adorava. Admitia: eu era extremamente bonita. - Vamos, Brutus. - Chamei meu motorista, o qual já estava na porta esperando por mim. Entrei num dos muitos carros de meus pais e Brutus logo fez o mesmo, partindo para o hotel onde ocorreria o evento logo em seguida.

[...]

Cheguei ao local carregando uma toalha e uma pequena bolsa comigo. Estava preparada para qualquer situação que viesse ocorrer. Esperava achar algum menino bonito por ali e puxar ele para algum canto. Seria muito bom. Pude ver que já havia muita gente por ali, pulando na piscina, se divertindo. Sorri e olhei ao redor, procurando algum rosto conhecido. Aquela atividade era extremamente complicada, pois o local estava lotado e toda hora alguém passava correndo em minha frente. Suspirei. Era melhor eu encontrar um local para deixar minhas coisas primeiro. Segui até um sofá bege que entrou em meu campo de visão. Havia uma menina sentada nela que eu não reconheci. Deduzi que era só mais uma convidada e sentei-me ao lado dela, pousando minha bagagem no pequeno espaço que sobrara. - Sabe... Em uma festa da piscina nós não ficamos sentadas sozinhas, temos que nadar... - Soltei uma risada baixa. Queria ser simpática, afinal, uma queen não deveria ser arrogante sempre.
Wake me slowly Or watch me fall;
avatar
Mensagens : 2

Data de inscrição : 23/07/2016

Queens
Bloody Mary
Assassinos

Postado em Ter Jul 26, 2016 8:08 pm


Eu já estava pronta antes mesmo da festa começar, anteriormente eu havia passado lá só para ver a movimentação e abusado um pouco do bem estar, desfrutando um pouco do prazer, mas agora era hora de agir, eu não deveria ceder aos meus luxos para sempre, eu havia muitos produtos para comprar e muitos afazeres a realizar.
Ponho minha máscara branca que tapava boa parte do meu rosto, porém não tapava a cor vermelha que brilhava no batom de meus lábios. Sinto a maquiagem de minha sobrancelha ser esmagada pela a máscara, o calor consumia minha face, o cílio postiço era esmagado pela máscara, porém minha visão continuava perfeita, talvez não tanto pois notava-se pouco turva por eventos anteriores, mas tudo ainda estava se tornando lucidez e a sobriedade já estava me consumindo, quando eu chegasse no local eu estaria perfeitamente sóbria. Colo minhas longas unhas postiças vermelhas com cola quente. Ajusto minha roupa e preparo minha região inferior. Ponho lentamente meu maiô de látex. Calço meus saltos de quinze centímetros, eram de couro preto com sua base revestida de vermelho, agora o solado já estava gasto pelo uso, já que eu havia grandes habilidades com ele pelo costume de utiliza-lo muito.
Subo em minha moto e vou na direção da festa, já estava em uma hora boa, as pessoas já estavam completamente alteradas e com problemas de coordenação.
Chego na festa e sei que era hora de agir de modo vertiginoso, estaciono minha moto em um local perfeito para a fuga do hotel, levo comigo um revólver escuro de brinquedo que eu mantinha sempre comigo.
Quando chego no local da piscina avisto meu alvo, um garoto intercambista com cabelos loiros, se eu bem me lembro Jerry era o nome dele.
Ninguém nota minha presença pelo fato de estarem mais interessados com os peitos de fora de algumas vagabundas sem o mínimo de classe. Garotas inferiores, reles, que não mereciam nem ser mortas.
Avisto uma garrafa de whisky quase pela metade em seu lado, imagino que o garoto teria consumido-a sozinho, o que seria ótimo para mim. Quanto mais fora de realidade, mais bela a morte.
Seguro uma garrafa de vidro que deveria ter sido trazida por algum preppy, pela qualidade da embalagem. Verifico se ainda há liquido na garrafa, pela importância do mesmo no impacto.
Chego por trás de minha vítima escondendo minha arma de brinquedo e empunhando minha garrafa, acerto sua cabeça na região acima de sua orelha, realizando com perfeição uma concussão cerebral. Seu corpo caia para frente. Ouço gritos. A garrafa se quebra despejando seu líquido e eu avanço em seu corpo fazendo vários cortes com o vidro estilhaçado em regiões onde eu sabia que se localizavam suas veias, agora seu corpo também despejava um fluido escuro, seu sangue. Chuto o corpo até a piscina para ver sua seiva vermelha se espalhando pela água.
Agora levanto meu revólver para ninguém se aproximar de mim, cuido bem de minhas costas. Vejo várias pessoas correndo, mas nenhuma em minha direção, como estavam muito bêbados acreditaram que minha arma era real. Saio correndo do local em uma fuga perfeita com minha moto. Sinto meus cabelos se debaterem ao vento.

avatar
Mensagens : 3

Data de inscrição : 26/07/2016

Assassinos
Evil Corporation
Evil Corporation

Postado em Ter Jul 26, 2016 8:30 pm

OFF: PASSANDO PARA AVISAR QUE A PARTIR DE AGORA TODOS QUE POSTAREM DEVERÃO REAGIR AO ATAQUE EM SUAS NARRATIVAS.
avatar
Mensagens : 19

Data de inscrição : 24/07/2016

Evil Corporation
Anya Bourscheid-Shër
Amante do Caim

Postado em Ter Jul 26, 2016 9:04 pm

 
 Cheerleader  
   

Amber estava ocupada demais tirando foto de seus seios para se importar com a saída de Cora, que provavelmente havia ido se engraçar com algum garoto ou pegar mais bebida. A loira e levantou e, posicionando o celular a sua frente, tirou uma bela foto de seu corpo exposto, guardando-a para postar mais tarde em seu Instagram.

Percebeu a agitação em sua volta, vendo que a moda do topless havia pegado. Suspirou pesado. - A queen A faz, e as vadias copiam. - Um sorriso de canto escapou por seus lábios. Amber se sentia muito mal humorada nos últimos dias. Talvez fosse a volta as aulas ou o clima pesado que a cidade carregava, ela não sabia. Reconheceu os cachos loiros e volumosos de Rosa de longe, e vendo que a garota havia se sentado afastada, levantou os braços para que ela a visse. - Vem pra cá, vadia! - Gritou, sorrindo abertamente e recebendo a amiga.

Rosa era uma das poucas que tinham uma intimidade considerável com a capitã, e só dividia esse posto com Cora e Lolline. Pelo visto, alguém estava prestes a mudar isso. Junto a uma Rosa empoderada, veio também Cora com uma nova vítima, que trazia uma cara de metida demais para ser uma minion da queen. Analisou a garota com pouco caso, torcendo o nariz para os cabelos sem graça e o rosto de boa moça, embora os peitos fossem bonitos e chamativos.

- Não sabia que você também jogava no outro time, C. - Provocou, mordendo o lábio inferior e vendo a novata fazer seu show. Ela precisava admitir, a garota queria mesmo impressionar, e ver Tayla encharcada de bebida era um balde cheio. - Você é boa, pode andar com a gente se quiser. - E é claro que ela queria, pelo jeito que parecia interessada. Amber deu uma outra olhada na morena, esperando que Cora não fosse do tipo ciumenta, porque Amber não se importava em dividir.

A atenção foi roubada por um grito estridente de uma garota, ela saía da piscina aos berros enquanto a água antes transparente se tornava avermelhada. Com os olhos Amber seguiu os rastros avermelhados até um grito sair de sua própria boca. Um garoto desconhecido boiava na piscina, sangue em volta de seu corpo pálido e morto. Uma figura encapuzada se retirava do local as pressas e Amber concluiu que seria o assassino. - Mas que porra. Foi o que saiu de sua boca, enquanto ela sentia uma forte dor de cabeça lhe atingir e sua visão por questão de segundos se escurecer. - Alguém chama a polícia, rápido.
avatar
Mensagens : 18

Data de inscrição : 23/07/2016

Idade : 21

Localização : Autumn Valley

Amante do Caim
Cora Belikov Vodianovisk
Puta

Postado em Ter Jul 26, 2016 10:18 pm

FUCK HARD

DO IT LIKE RUSSIAN BLONDIES


but never forget AMBER boobs
A russa assumiu um sorriso ácido para Melanie quando a morena claramente fez uma apologia à um filme mais que antigo, mas levou as próprias mãos aos seios e encarou os céus. “Anh… Acho que vem tempestade ai. Ventos fortes, mínima de 13°!” Brincou, esperando que a novata compreendesse. Não se incomodou em responder se era ou não um peão para a queen, apenas aguardou sua bebida enquanto ouvia a outra garota falar. Escolher a dedo quem participaria da festa da garota seria como tirar o doce de várias criancinhas mimadas e Cora adorou a ideia. “Será um prazer ajuda a senhorita. Já adianto que você vai notar a falta de mais da metade desse pessoal de hoje.” Um sorriso e então sua bebida chegou. A loira levantou o drink, em um brinde à oportunidade. Puxou a nova conhecida pela mão até a espreguiçadeira em que Amber se encontrava conversando com Rosalina, outra amiga da queen. Rolou os olhos ao notar que a novata era a única morena entre as quatro, quão clichê poderia ser um grupo de líderes de torcida com várias loiras?

As quatro conversaram e claramente a única que precisava provar alguma coisa ali era a morena. Enquanto ela dava seu show mandando um garçom derrubar tequila em Tayla - o que Cora considerou um puta desperdício, aliás -, a russa procurou pela garrafa de vodka e quando a achou, derrubou um pouco da bebida dentro da que Melanie pedira. “Eu jogo no time do prazer, meu amor!” O sotaque deixou tudo mais engraçado. Assistiu com louvor a menina do instagram receber várias doses de tequila e não queria rir, mas não se segurou. “Pena que não é o suficiente para derrubar a máscara dela...” Comentou, fazendo um bico. E então seu plano de incluir a garota nas asas de Amber dera certo, mais que certo, já que a outra loira parecia ter um olhar muito interessado sobre o corpo da novata.

Levava a garrafa até a boca no momento em que um grito estridente foi ouvido por todo o local. A vodka russa caiu ao chão com o susto que Belikov levou. Todos agora encaravam a piscina, que tinha um corpo flutuando e começava a assumir uma coloração bem conhecida por Cora. Uma garota mascarada e toda de preto apontou uma arma para todos, e a agitação não permitiu que ninguém corresse atrás dela.  Exclamou enquanto via todo mundo correndo. Sacou rapidamente o celular, mas desistiu de ligar quando lembrou que juntar seu sotaque com palavras rápidas só atrasaria ainda mais o serviço dos caras. Não era o primeiro assassinato que assistia, mas era o primeiro que via acontecer em plena tarde, no meio de uma festa da alta sociedade de adolescentes. Autumn Valley aparentemente era pior que os locais comandados pela máfia russa, afinal. Estupefata, deixou seu corpo cair sentado sobre a espreguiçadeira e levou o copo de Sex até a boca, detonando o conteúdo em segundos. Não sairia dali até que a polícia chegasse, até porque a amiga que fora com ela até a festa não estava em condições de correr, mas não prestaria depoimento sóbria. “Anh, Melanie… Ele não era um convidado em potencial.” Sussurrou para a garota.


intriga, amo
avatar
Mensagens : 21

Data de inscrição : 23/07/2016

Puta
Tristan Oakley Vaughn
Mortos

Postado em Ter Jul 26, 2016 10:35 pm

A noite estava perfeita, a cidade era idêntica ao que ele esperava, talvez não tão pacata, mas a festa só estava fazendo com que Tristan gostasse mais do local onde agora morava. O garoto sorriu um tanto quanto estranho para Josh, como se acabasse por não entender as semelhanças entre eles, somente gargalgando dos fatos inocentemente, tinha bebido pouco, mas o álcool já dominava em partes as suas funções mentais e motoras. - Eu não entendi.- Comentou ele fitando na direção de uma das garotas da festa, triste realidade serem tão bonitas por fora e aparentemente podres por dentro. Alguns intantes de conversa e bebedeira passaram desapercebidos, até que uma confusão que se misturava com a batida da música chamou a atenção do garoto. Tristan acabou não vendo o que se passava por ali, em questão de segundos pôde perceber o sangue, a gritaria e o cadáver, nada além disto. Mas que droga cara! Misturou a sua voz ao coral de berros deseperados e confusos. Tristan não pensou muito senão abraçar o garoto que era menor fisicamente que ele e o arrastar pelo braço para longe do cadáver, independentemente deste ter esta vontade ou não. Apenas se afastou mais da confusão, pensava que isto seria o melhor a se fazer até a polícia chegar. - Merda, deixamos as câmeras ao lado do sofá.- Comentou levando ambas as mãos até a parte de trás da cabeça.
avatar
Mensagens : 15

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 22

Mortos
Melynda M. Dellatorre
Populares

Postado em Ter Jul 26, 2016 10:40 pm

Ali no sofá bege ainda sentada, desço um pouco do meu corpo no assento do sofá para encostar minha cabeça no encosto do mesmo para olhar o céu. Após uns minutos sento alguém sentar ao seu lado, assim, me ajeito no sofá e ela diz '' Sabe... Em uma festa da piscina nós não ficamos sentadas sozinhas, temos que nadar...'' sorri a garota gentil ao ser a primeira ali a se aproximar de mim e fazer contato; sim eu era uma popular mas não possuía muitos amigos apesar disso; logo disse a ela - Ah.. Oii..Pois é.. mas resolvi esperar um pouco para entrar na piscina.- De repente, escuto alguém que não reconheci a voz no momento chamar a garota, que sorri pra mim e se vai. Após uns minutos escuto gritos , foco minha atenção em todas as pessoas que antes dançavam e bebiam, agora correndo apavoradas, logo fico em choque. Levanto-me do sofá e não sei o que fazer, no momento ainda não sabia o que estava acontecendo. Eu estava paralisada de terror, e fiquei ainda mais quando pude ver um corpo de um Rapaz boiando na piscina e muito sangue saindo do mesmo. Vejo uma mulher segurando uma arma, que logo saiu correndo *Ela matou aquele Rapaz! Ela o matou..* pensei e fiquei ali em pé sem saber o que fazer, afinal eu havia perdido o controle sobre mim devido ao choque. Olho a todos que estavam ali e ao longe vejo a Queen Amber Harris, minha Capitã no time das Líderes de torcida. Corro então em direção dela, e vejo que Cora Vodianovisk que também fazia parte do Time, estava com ela. Logo corro a elas olhando para onde pisava para não tropeçar em nada.

avatar
Mensagens : 6

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 20

Populares
Joshua W. Melbourne
Preppies

Postado em Ter Jul 26, 2016 11:14 pm


PISCINA DE SANGUE
Alguns segundos atrás todos estavam se divertindo, beijando, dançando. Curtindo um pouco do que a vida poderia proporcioná-los. Ninguém esperava aquilo chegando. O som de risadas e da música alta fora rapidamente substituído pelos estridentes gritos e o barulho de copos rachando. Todos começaram a correr desesperados, procurando uma saída. Joshua não entendia o que estava acontecendo, apenas olhava de um lado para o outro tentando entender o que aquilo significava. Acho que ele preferia continuar na ignorância. O rapaz havia ficado paralisado quando viu o sangue tingir a água cristalina da piscina do hotel. No meio havia um corpo boiando. Não dava para ver o rosto da vítima, mas Josh sabia quem era. Aqueles perfeitos cabelos loiros e a roupa praiana eram de Jerry, o garoto com que dividia o apartamento.

O menor sentiu Tristan abraçá-lo, mas não conseguia esboçar nenhuma reação. Ela apenas fitava Jerry. Como explicaria para Klaus que deixara seu filho ser assassinado? Ou pior, para seu pai. Joshua não teve tanto tempo assim para pensar, pois logo foi segurado pelo braço e puxado por Tristan. Ele estava tão chocado que não resistiu. Deixou-se ser levado pelo rapaz que acabara de conhecer. Quado já estavam longe da multidão, o moreno havia percebido que haviam esquecido suas câmeras dentro da festa. Joshua coçou a nuca, tentando decidir o que fazer sob toda aquela pressão. Ele suspirou e tacou o “foda-se” ― Me espera aqui ― falou um pouco mais alto. Antes que o outro pudesse se opor, o rapaz saiu correndo festa adentro, empurrando algumas pessoas para o lado que vinham do lado contrário ao dele.

Quando Joshua havia chegado na borda da piscina, não conseguiu desviar os olhos do colega. Ele nunca havia visto alguém morto. Joshua sacudiu a cabeça e correu até as câmeras, que ainda estavam no mesmo local de antes. Ele colocou a sua câmera ao redor de pescoço e carregou a de Tristan, correndo, por fim, para fora daquela festa.

Aqui a sua câmera ― ele estendeu a máquina e esboçou um leve sorriso, mas que rapidamente fora desfeito, deixando espaço para inexpressão. Infelizmente, não era mais momento para sorrir.
avatar
Mensagens : 25

Data de inscrição : 22/07/2016

Idade : 24

Preppies
Lexi Ackard Campbell
Populares

Postado em Qua Jul 27, 2016 12:04 am

Como sempre, Alexia e sua prima se importariam com observar tudo o que acontecia na festa. Aquilo não era novidade para ninguém, já que, como populares, elas buscavam primeiro "analisar o perímetro" e tirar algumas fotos antes de se entrosar com o resto das pessoas. Sendo assim, como foi combinado com Stella, Alexia começou a caminhar com o celular nas mãos.

Tirou uma foto, bem rapidamente, da Queen Amber de topless e, com um sorriso, da Queen Tayla também. Sabia que aquilo daria o que falar quando as aulas voltassem, então tratou de procurar mais alguma coisa que pudesse lhe chamar a atenção. Quando se dirigiu ao bar para pegar um drink, ouviu o som de gritos e coisas se quebrando se misturando com a música. Olhou para trás, assustada, e o seu reflexo foi levantar o celular e tirar uma foto da confusão.

Depois de alguns segundos, percebeu que um garoto da universidade havia sido assassinado e agora seu corpo boiava na piscina, tornando-a vermelha de sangue. Os gritos começaram a lhe confundir e Alexia se sentiu um pouco atordoada, olhando ao redor para procurar a prima. — Stella! — Chamou, esperando que ela estivesse bem. Se encostou no balcão do bar, enquanto o resto das pessoas já havia começado a correr, e olhou para o celular, percebendo algo estranho na foto.

Sabia que a mulher que aparecia, de costas, caminhando na direção contrária à imensa poça de sangue onde antes estava o garoto, era a assassina. Como o foco da imagem não estava muito bom, Alexia soltou um suspiro, pensando se aquilo ajudaria a polícia em alguma coisa, mas mesmo assim decidiu esperar que alguém chamasse as autoridades. Olhou ao redor novamente, procurando Stella; o que ela precisava saber, principalmente, era se a prima havia conseguido tirar alguma foto melhor.
avatar
Mensagens : 10

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 22

Localização : Autumn Valley

Populares
Melanie Melborn Stoker
Puta

Postado em Qua Jul 27, 2016 12:18 am

A risada das garotas e o sorriso satisfeito de Amber indicava que eu tinha agido bem, embora não me sentisse tão bem assim comigo mesma. Afinal, eu não conhecia Tayla, não tinha o mínimo motivo para ataca-la gratuitamente, mas ainda sim o fiz. Enquanto riam, caminhei até uma das espreguiçadeiras e me acomodei, ouvindo os comentários de Cora. Ótimo saber que também eram bissexuais, aparentemente. Querendo ou não, significava diversão em dobro. Tomei um gole da minha Sex on The Beach e desbloqueei a tela do celular, logo em seguida abrindo o ícone da câmera, afim de tirar uma selfie. Eis que a câmera frontal abre, e pela tela vejo a cena de alguém sendo atacado com uma garrafa na cabeça. "Mas que porra é essa?", consegui pensar antes da pessoa atacada cair inconsciente na piscina e uma garota mascarada apontar uma arma na direção dos convidados, e um grito histérico escapa de meus lábios.

Foi tudo muito rápido. Eu não sabia se me assustava mais o corpo na piscina que agora ganhava uma tonalidade vermelha, uma arma que era apontada para todos os lados enquanto a assassina batia em retirada, ou a repercussão que isso teria com o meu nome. - Ai... Meu Deus? - disse involuntariamente enquanto levava as mãos à cabeça. Pessoas gritavam e corriam para todos os lados, enquanto o corpo - que então identifiquei como de Jerry, o garoto que tinha conhecido minutos antes - continua flutuando. Cora tentou me acalmar da forma mais bizarra o possível, e reprimi minha vontade de perguntar se ela era louca. Porra meus amigos, sendo um lixo humano ou alguém de status, se tratava de uma vida! - E-eu... Eu preciso sair daqui - balbuciei meio que sem jeito ouvindo gritos, enquanto vestia um roupão. Puta que pariu, aquilo não podia estar acontecendo justo na minha festa. Tateei meu celular novamente, e antes de ligar para polícia, liguei para alguém que com certeza me mataria antes dos tiras chegarem. - M-mackenzie? Eu acho que temos um problema...

_________________
OPS! I DID IT AGAIN



avatar
Mensagens : 60

Data de inscrição : 23/07/2016

Localização : EUA ✈ Autumn Valley

Puta
Stella Ackard Mustange
Mortos

Postado em Qua Jul 27, 2016 1:37 am


Andando entre as pessoas da festa, Stella sorriu ao tirar fotos da Queen Amber e Queen Tayla, ambas de topless; ao dar uma olhada nas fotos tiradas pensou orgulhosa *Minhas fotos estão ótimas!* e sorriu. Então ouviu um assovio atrás dela; assim que se virou, viu um Rapaz bonito, do qual ela não conhecia piscar a ela,  então sorrindo, resolveu piscar de volta; sabia que naquele dia não podia 'dar corda' para Rapaz nenhum, mas fez sinal com o IPhone de que queria tirar uma foto dele e ele deixou; assim que tirou a foto, ela piscou a ele e tratou de continuar andando entre as pessoas para não perder nenhuma boa foto.

Quando Stella resolveu dar uma parada perto da piscina para olhar as novas fotos adquiridas, levou um susto ao ouvir gritos e coisas se quebrando, e olhando ao redor notou que as pessoas que antes bebiam e dançavam agora agora estavam correndo; rapidamente começou então a bater fotos de tudo. Depois de achar ter batido varias fotos da confusão, Stella pensa na prima e a chama - Lexi!!... Lexi!! - Mas não ouviu resposta; porém sentia que a prima estava bem. Então de repente ela focou na piscina e viu um corpo de um Rapaz boiando na mesma, e que dele, saia muito sangue; o coração da garota gelou. Observou que havia uma mulher ao lado da piscina, da qual imaginou ser a assassina já que estava armada; quando notou ela correr dali, Stella fez uma loucura...correu atrás dela. Tomando cuidado para não chegar perto demais, viu a Assassina subir em sua moto e, ainda correndo arriscou tirar uma foto dela, mesmo sabendo que não ficaria boa, mas poderia ajudar em algo mais tarde.

Logo que tirou a foto antes da Assassina sumir na sua moto pela cidade, parou para respirar um pouco e foi ver como a foto tinha ficado; nela estava a Assassina em sua moto, porém estava um pouco tremida, como já imaginava que ficaria, mas resolveu guardar para mostrar para a Polícia que com certeza, alguém já havia chamado. Por um momento Stella lembrou que devia encontrar a prima e ver se ela estava bem e se havia tirado alguma foto melhor daquela mulher, então escreveu uma mensagem de texto a prima ''Lexi, onde você está?'' e esperando a resposta para encontra-la, resolveu voltar para o lugar da festa, pois assim que estivesse com a prima, e a Polícia chegasse, poderia revelar a tal foto na esperança de que pudesse ajudar em algo.

avatar
Mensagens : 18

Data de inscrição : 24/07/2016

Idade : 21

Localização : Autumn Valley

Mortos
Doroty Louise Kaztemburg
Policiais

Postado em Qua Jul 27, 2016 10:10 pm


same old shit



I'm not spending any time, wasting tonight on you. You know, I've heard it all, so don't you try and change your mind cause I won't be changing too, you know. You can't believe, still can't believe it, you left in peace, left me in pieces, too hard to breathe, I'm on my knees right now.

Minhas mãos seguravam o revolver firmemente, apontando para um alvo, enquanto meus dedos no gatilho disparavam tiros um após o outro. O protetor de ouvido me afastava de toda a realidade, e isso me dava a liberdade de imaginar quem eu quisesse naquele alvo. De repente, o sinal de um colega trás minha atenção de volta para a realidade, e instintivamente solto o revolver com cuidado, colocando-o na bancada em minha frente, e retiro os óculos de proteção em seguida. - O que está acontecendo? - questiono o colega enquanto retirava o colete. O rapaz por sua vez, responde que o delegado convocava a mim e mais alguns colegas em sua sala. Já era previsto que merda das grandes viria por ai. Agradeci o colega e caminhei em passos largos até o escritório de Mr. Johnson, o delegado local. - Mr. Johnson? Mandou me chamar? - perguntei meio sem jeito adentrando sua sala, me deparando com os oficiais Harry e Alaska, já devidamente acomodados. Ok. Dois investigadores e um detetive. Era uma merda enorme. Mr. Johnson então começou a explicar que aparentemente um idiota foi morto numa festa universitária em um hotel famoso, por um assassino mascarado, e deveríamos lá cumprir nosso papel de defensores de Autumn Valley. Ao ouvir a descrição do caso, meu estômago embrulhou. Autumn Valley costumava ser uma cidade pacífica, tirando o ocorrido de dois anos atrás. Crimes misteriosos não eram bem o forte da cidade. Mr. Johnson salientou que não deveríamos deixar aquilo vazar para imprensa, então concluí que envolvia alguns nomes de influencia considerável. - Certo, eu dirijo - afirmei, munindo-me de meus equipamentos. Logo, Harry, Alaska e eu estávamos a caminho de Looken Hotel.

Ao chegar, era natural que depararíamos com uma quantidade considerável - enorme, na verdade - de paparazzis e repórteres com quem teríamos que lidar durante o trabalho. - Maldito Instagram - revirei os olhos. Quanto mais queríamos manter o sigilo, mais esses malditos adolescentes espalhavam os acontecimentos pelas redes sociais. Descemos da viatura abrindo caminho entre a imprensa. - Com licença, abram espaço - murmurava ao entrar. Vez ou outra percebia olhares curiosos em minha direção, assim como cochichos que diziam "É a Doroty Kaztemburg!", que eu fazia questão de ignorar. Alaska, Harry e eu conseguimos atravessar a barreira da imprensa até a porta do Hotel, onde retirei meu distintivo do terninho e apresentei para os seguranças. - Polícia de Autumn Valley - disse automaticamente, habituada com a frase. Ao adentrar, o cenário se assemelhava com um filme pós apocalíptico. Funcionários se acomodavam aos cantos, visivelmente em choque e com suas atividades suspensas até segunda ordem. Seguimos até os fundos do hall, onde se encontrava o complexo de piscinas. E então, mais um cenário previsível: jovens, claramente drogados e seminus para todos os lados. "A mesma merda de sempre", pensei, lembrando-me quando ainda era um deles. Na piscina avermelhada, o corpo de um jovem loiro boiava com um ferimento visível na cabeça. - Bom... Mãos a obra - dei de ombros. Cada um de nós sabia o que me fazer, e no meu caso, me cabia coletar informações interrogando aqueles jovens.


modèle créé par weird pour Lotus Graphics!


avatar
Mensagens : 8

Data de inscrição : 24/07/2016

Policiais
Harry Franckfurt Michaels
Policiais

Postado em Qua Jul 27, 2016 11:15 pm


Alright bros
Go to Murder Autumn Valley Hotel
Outro dia monótono como qualquer um, manuseio um óculos de leitura sentado em minha poltrona foleando um livro chamado Contracorpus – Estudo e Análise Humana meu foco era o estudo do corpo humano, desde gestos até a recriação do ocorrido, embora eu não ter a função desta no meu trabalho. O cômodo da delegacia local era invejavelmente bem almejado, em meu torso é visível dois coldres, em cada um uma Glock. 380-578 E um segundo coldre ao lado do distintivo neste permanecia uma Desert Eagle, embora eu fosse apenas  um detetive, tive treinamentos  anteriores pela Interpool  e cheguei a Autumn justamente para encontrar paradeiros da Evil Corporation.

-Mr. Johnson... –Fito o homem adentrando a sala da delegacia, o delegado girava a poltrona com seu peso, enquanto assentia com a cabeça, em seguida entrava Alaska. –Novamente venho pedir a ajuda de vocês... a outra parceira deste caso está para chegar. –O Delegado mostra uma feição seria, como não de costume. Coço a cabeça, após cumprimentar Alaska. Dorothy outra Investigadora Local chegava a todo vapor no Cômodo do Delegado. Sim a merda tinha sido lançada no ventilador, foi nos informado que um garoto havia sido assassinado a sangue frio em uma festa local na parte nobre de Autumn Valley. Embora meu calafrio venha a toda, sinto o pulsar do coração este que pulsa rapidamente, suspiro em seguida fitando novamente Dorothy e Alaska. –Assassinato? A Assassina ou o Assassino fugiu do local ou fez reféns? –Minha pergunta levanta-se com um ar de preocupação com os outros universitários. Porém o delegado confirmou que a mulher tinha fugido por fontes de algumas universitárias que confirmaram a autografar.
“Pelo menos temos provas...” Penso enquanto entro no carro pela porta esquerda da frente, Dorothy ia no volante e Alaska na parte de trás. Dorothy puxa a marcha soltando o câmbio e acelerando sentindo Looken Hotel.
Chegamos ali com certa dificuldade, havia muitos repórteres e paparazzi de todos os cantos, arqueio a sobrancelha após, pegando uma maleta localizada no porta malas após sairmos. – Preciso verificar para ver se não acho provas... –Digo em um tom frio, analisando cada palavra ressentida pelas Oficiais, adentramos o complexo com certa dificuldade e mostrando nossos distintivos, até que damos de cara com a piscina ensanguentada, e a movimentação atônita dos jovens que saiam uns por vez desnudos. “Uau...” Penso analisando cada diâmetro de peitos de algumas universitárias passando próximo de mim, pigarreio mantendo o foco no trabalho. –Mãos a obra! Dorothy assentia, a Oficial era famosa em Autumn Valley, outro ponto que eu teria de prestar atenção, pela localidade e ordens do Delegado, nesta festa tinha muitas pessoas importantes.
Vislumbro primeiramente um dos sofás perto da piscina, ali continha pelo solo próximo a piscina um rastro de sangue, e uma larga poça que se formou antes do rastro. “Com toda certeza a vítima foi golpeada por trás e na cabeça... há muito sangue...” Penso enquanto caminho contornando o sofá, vejo traços de vidros quebrados, andejo alguns passos para trás fito o fundo do sofá. –Tudo começou... aqui... –Minha mente começa a torcer a realidade como se eu vivesse a cena na perspectiva do Assassino(a). A festa de certo teria um som muito alto, facilitaria para mim matar alguém, ainda mais se este fosse minha vítima. Pelo sangue e rastros foi premeditado... Houve claro todo um preparo para o pegar ou a pegar, o gênero seria institivamente masculino se não...Vejamos... –Me aproximo do sofá na região traseira do mesmo, agacho meu corpo enquanto fito a cabeceira do sofá de mais perto. Houve um torpe daqui... o impacto foi grande e precisamente na nuca da nossa vítima... –Digo em um tom frio e ávido, ponho na destra uma luva de silicone, apanhando em cima do sofá raspas de unha postiça com esmalte vermelho, obviamente pelo impacto as unhas por serem postiças corriam o risco de romperem, e bingo! Nosso Assassino errou feio! A garrafa este não deu cabo, e pelas raspas de unha postiça, ele poderia deixar digitais na garrafa. – Meninas... pela quantidade de sangue, o rapaz foi golpeado na cabeça, mas... não só. Houve com certeza atrito de alguma veia ou ventrículo da Escapula, pela mancha de sangue em direção as costas do sofá. Nosso Assassino ou Assassina, era uma mulher ou se vestia como no momento. Há raspas de unha postiça com tonalidade vermelha. E Bingo! Este encéfalo do crime esqueceu das luvas! Possíveis digitais nesta garrafa de Whisky. –Digo pegando a garrafa ao lado do sofá, após abro a maleta novamente pegando sacos plásticos e ponto as provas. –Preciso agora trilhar como nossa Assassina teve acesso a vítima, não só pela rede social, pela quantidade de sangue e a morte agressiva, foi algo pessoal e não só pessoal como vingativo... houve acertos de vasos sanguíneos da escapula. – Cruzo olhar para a entrada dos quartos, enquanto dedilho o Coldre da cintura puxando com a canhota a Desert Eagle, com o indicador da destra alavanco-o próximo ao ferrolho lateralmente destravando-a, deixo-a em direção ao chão ficando próximo a uma das portas do banheiro. –SE HOUVER ALGUÉM AQUI QUE SAIA AGORA! POLÍCIA DE AUTUMN VALLEY!- Grito tomando distância, emulo a perna destra pra cima empurrando a porta com destreza e força, apontando a Desert em direção reta. Não havia ninguém, mas as marcas de salto desgastado era visível, afinal a festa era em um complexo de piscinas, sorri de canto. –Meninas...Tenho o número do calçado da nossa Assassina, ou pelo menos do salto Quinze. – Solto uma risada de canto, enquanto dou um passo para frente com cuidado com o piso marejado por pisadas por conta do vai e vem do pessoal da piscina. “Perfeito...” Com uma trena tiro uma curta medida da pisada do Salto com parte do tarso, pegando supostamente a passada de (...) Centímetros e largura, ainda com a Desert Eagle e bem aponto para qualquer feito.
Saio do banheiro sorridente, me juntando as Oficiais. –Creio que nossa Assassina não durará muito, temos digitais, raspas de unha postiça, pegada e provavelmente fotos... –Fico próximo de Dorothy com a Desert deslizando novamente para o Coldre, e a maleta recheada de provas, fechada e suspensa pela minha destra.


Qualquer ataque avisar em MP com antecedência, pois que estamos atentos e armados.
Depois dessa Bloody Mary, te aconselho a fugir te temos nas mãos. -q
avatar
Mensagens : 7

Data de inscrição : 26/07/2016

Policiais
Conteúdo patrocinado

Postado

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum